sábado, 10 de março de 2012

Tentar sonhar a dormir

Ai...como escrever...
o mundo não pára por isso a cabeça dói-me...
Dormir não me leva,
não me deixa sonhar e viajar para longe.
Abrir as portas do sonho
não é suficiente.
A minha mão é pequena demais
para aquele tronco de porta
e aquele monstruoso ramo de maçaneta...

Terei adormecido? Estarei agora acordada?
Não tenho como saber se não és imaginação;
não me lembro de ter pestanejado
e dito: acordei.
Eu sei que te sinto, também te vejo sim
mas qual a diferença de ti para ti
quando estou a sonhar?
Vejo-te e em ti te sinto.
Tão idêntico e sorridente...
Tudo o que tenho são sensações
tão mortais e insuficientes
que não posso confiar
a tal radar desatento
nem metade da minha confiança.
E esta confiança é tão pouca
que a conta-gotas se mede,
guarda-se num f rasco e num rótulo se escreve;
se enfia na prateleira e deixa criar pó.

Que enfado, que loucura!
Quando estás aqui tão perto
que te vejo a figura
tão empenhada em ser gentil.
A gentileza não é o teu forte por isso te vais.
E no ressonar dos minutos
os meus olhos vão dormindo
e ao acordarem são seis horas
e o sol já não está na janela.
Porque terei eu adormecido outra vez...

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Teste dos novos lápis aguarela

Um desenho de teste para os meus novos lápis contudo, pode notar-se a falta de paciência. Ah! Ah!

domingo, 6 de novembro de 2011

Animação

Num belo dia de domingo em que o céu está negro, o ar é gelado e ainte temos uma constipaçãozinha em cima que não sai nem por nada, perguntamo-nos o que fazer e eis que surge uma ideia de fazer uma pequena animação. Este é um vídeo sobre um dia bem passado de um casal de bonequinhos, espero que gostem!




video

sábado, 5 de novembro de 2011

Primeira Música

A minha primeira "música" na harpa, inventada sabe-se lá de onde. Esperemos que haja muitas mais e melhores!





video

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Chegou!

Já a tenho e nem sei se vou conseguir dormir só de pensar na sua presença no meu quarto! Fiz a minha primeira tentativa na afinação e acho que nem ficou muito mal, pelo menos não excessivamente.




video

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Harpa

Finalmente terei o meu primeiro instrumento musical! Comprado com o meu próprio dinheiro que poupei de natais e aniversários, total e completamente meu! Esse instrumento será uma harpa de 12 cordas, também conhecida como "baby harp". Encontrei-a navegando na internet quando, a um clique, entrei num blog que vende "instrumentos do mundo", vários instrumentos de corda alguns mais dificéis de encontrar do que outros (http://www.instrumentosdomundo.com/). Neste momento, a minha harpa está a fazer a sua viagem desde Leiria para chegar aos meus dedos que estão mais do que ansiosos para a experimentar. Mal a tenha porei uma nova mensagem! ^.^

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Livros dos Sonhos

Acredito que, tal como eu, há muitas pessoas que têm sonhos esquisitos e que às vezes se perguntam: "porque raio é que sonhei aquilo?". Bem, eu perguntava-me isso à muito tempo até que o ano passado comprei este livro que é como um pequeno dicionário que tem nomes de coisas que às vezes aparecem nos nossos sonhos e são muito simbólicas. Cada pessoa tem o seu tipo de sonho, o meu nunca (ou raramente) faz sentido como uma história porém, os elementos que constituem o meu sonho fazem sentido quando interpretados. E creio que a esta altura possa dizer com um certo avontade que o significado dos nossos sonhos possam ser três coisas distintas:
uma previsão
um aviso
uma sugestão


Eu reparei que, por exemplo, as coisas que aparecem nos meus sonhos têm sempre um sentido de previsão do futuro. Os meus sonhos dão previsões, porém com uma amiga minha já não, são apenas sugestões. Daí que mude de pessoa para pessoa. Às vezes também recebo avisos mas nunca sugestões e a minha irmã é o mesmo. Além disso, os sonhos podem ser catalogados em "verídicos" ou "fictícios" consoante a influência que neles exerce a lua. Bem, não sou o tipo de pessoa muito convencida acerca desta "ciência" contudo não devo negar que certas previsões aconteceram mesmo. Quem criou esse calendário, ou espécie de calendário foi um conde chamado Cagliostro que era ocultista, curandeiro, alquimista, entre outras coisas. O "calendário" dele com a influência da lua nos sonhos encontra-se nesse livro de "Como Interpretar os Sonhos", logo nas primeiras páginas, algo que ao início não tinha reparado. É assim muito importante o dia em que sonhamos, faz a diferença entre uma falsa previsão ou falsa sugestão e uma verdadeira.